terça-feira, 1 de dezembro de 2009

UM DEFEITO NA MULHER



Quando Deus fez a mulher já estava em seu sexto dia de trabalho fazendo horas extras.

Um anjo apareceu e Lhe disse: "Por que leva tanto tempo nisto?"

E o Senhor respondeu: "Já viu a minha ficha de especificações para ela?"


Deve ser completamente lavável, mas sem ser de plástico, ter mais de 200 peças móveis e ser capaz de funcionar com uma dieta de qualquer coisa, até sobras, ter um colo que possa acomodar quatro crianças ao mesmo tempo, ter um beijo que possa curar desde um joelho arranhado até um coração partido e fará tudo isto somente com duas mãos."

O anjo se maravilhou com as especificações.

"somente duas mãos... Impossível!"

e este é somente o modelo básico?

É muito trabalho para um dia... “Espere até amanhã para terminá-la.”

Isso não protestou o Senhor. Estou tão perto de terminar esta criação que é favorita de Meu próprio coração.

Ela se cura sozinha quando está doente e

pode trabalhar jornadas de 18 horas." O anjo se aproximou mais e tocou a mulher.

"Mas o Senhor a fez tão suave..."

"É suave", disse Deus, mas a fiz também forte. Você não tem idéia do que pode agüentar ou conseguir.

"Será capaz de pensar?" perguntou o anjo.

Deus respondeu:

"Não somente será capaz de pensar, mas também de raciocinar e de negociar"

O anjo então notou algo e estendendo a mão tocou a bochecha da mulher...

"Senhor parece que este modelo tem um vazamento...

Eu Lhe disse que estava colocando muita coisa nela...“

"Isso não é nenhum vazamento... é uma lágrima" corrigindo-o o Senhor.

"Para que serve a lágrima," perguntou o anjo.

e Deus disse:

"As lágrimas são sua maneira de

expressar seu destino, sua pena, seu desengano, seu

amor, sua solidão, seu sofrimento, e seu orgulho."

Isto impressionou muito ao anjo "O Senhor é um gênio, pensou em tudo. A mulher é

verdadeiramente maravilhosa"

Sim é!

A mulher tem forças que maravilham aos homens.

Agüentam dificuldades, levam grandes cargas,

mas têm felicidade, amor e alegria.

Sorriem quando querem gritar.

Cantam quando querem chorar. Choram quando

estão felizes e riem quando estão nervosas.

Lutam pelo que crêem.

Enfrentam à injustiça.

Não aceitam "não" como resposta quando

elas crêem que há uma solução melhor.

Privam-se para que a sua família possa ter.

Vão ao médico com uma amiga que tem medo de ir.

Amam incondicionalmente.

Choram quando seus filhos triunfam e se alegram

quando seus amigos ganham prêmios.

Ficam felizes quando ouvem sobre um

nascimento ou um casamento.

Seu coração se parte quando morre uma amiga

Sofrem com a perda de um ente querido, entretanto são fortes quando pensam que já não

há mais forças.

Sabem que um beijo e um abraço

podem ajudar a curar um coração partido.

Entretanto, há um defeito na mulher:

É que ela as vezes se esquece o quanto vale.

Um comentário:

Ivone Boechat Oliveira disse...

VIVER

Ivone Boechat (autora)

A vida é uma flor aberta,
esperando alguém para extrair-lhe o mel.
Quando o vento da tristeza,
das dores, das preocupações
balança tudo, reforça você.
Sabe por que?
A flor é eterna, o mel nunca se acaba,
fica escondido numa taça de perfume
e a gente faz que não vê.
Alegria, paz, harmonia, amor,
por maior que seja a dose, nunca embriaga,
dá plenitude, força e vontade
de sair plantando
as flores da esperança, da bondade.
Assim, louvando a vida,
é preciso amanhecer criança,
cheia de ansiedades
para beber uma taça desse mel,
com aroma e sabor de oportunidades.

Publicado no livro Amanhecer 3a Ed Reproarte-RJ 2004